Manutenção


suporte2

A manutenção relacionada a computadores é a ação, ou conjunto de ações, desencadeada visando solucionar um problema diagnosticado no computador, ou antever o problema por meio de análise de situações no funcionamento do computador, relacionado a software e/ou hardware.

Manutenção Preventiva
Chama-se manutenção preventiva a ação ocorrida com base na análise prévia do computador, de seu funcionamento e execução, relacionado à CPU e todos os periféricos, entendendo e aplicando-se ações que visem evitar que determinados erros (de software e/ou hardware) ocorram. Existem softwares que são utilizados na manutenção preventiva.
Vale ressaltar que a manutenção preventiva é referência na utilização de software relacionados à segurança (ferramentas de segurança de servidores de rede, ferramentas e utilitários de sistema operacional, entre outros). Com relação à hardware de computador, a manutenção preventiva é a limpeza dos componentes internos do computador e da placa-mãe, removendo poeira e qualquer que possa afetar o funcionamento do hardware, ou ainda, a configuração de serviços e funções disponibilizadas no BIOS para evitar prováveis defeitos em componentes internos do computador (como o super aquecimento do processador)

Manutenção Corretiva
Chama-se manutenção corretiva a ação ocorrida com base na falha de execução (de hardware e/ou software) de computador, relacionado à computador e todos os periféricos, aplicando-se ações que visem solucionar os erros encontrados. Erros de hardware ocasionam falhas diversas de execução em softwares. Existem diversos softwares relacionados à manutenção corretiva. Vale ressaltar que a manutenção corretiva é referência na utilização de softwares diversos (anti-vírus, ferramentas e utilitários de sistema operacional, entre outros).

Manutenção Preditiva
É uma variação da manutenção preventiva, onde os componentes são trocados ou verificados antes que apresentem qualquer defeito. Isto é feito com base em estudosque determinam o MTBF, termo inglês que é uma base abreviação de “Maximum Time Between Failures”, ou seja “Tempo Máximo de falhas”. Digamos que os estudos feitos por um fabricante ou empresa especializada indiquem que determinado modelo de disco rígido tem a vida útil estimada em 10.000 horas MTBF. Se ele trabalha 10 horas por dia, isto significa que ele vai durar 1.000 dias ou aproximadamente 3 anos, considerando-se os dias parados. Assim estes HDs devem ser trocados, por medida preditiva, a no máximo cada 3 anos, mesmo que, aparentemente, estejam funcionando bem. Falando em linguagem popular, seria algo assim: – “Olha, este negócio já está pra pifar, é melhor trocar logo…
” os procedimentos que mostraremos a seguir podem se classificar ora como manutenção preventiva, ora como corretiva. O importante mesmo é o técnico de manutenção não se perder. Tem que saber exatamente o que está fazendo e seguir uma metodologia. São muitos detalhes a serem lembrados, por isto é importante ter uma sequência lógica e bem treinada, ensaiada mesmo, para não esquecer de nada.